Conímbriga

 

    Conímbriga foi a principal cidade da Lusitânia na época da Invasão Romana da Península Ibérica e encontra-se a 16 km de Coimbra. No núcleo arqueológico está localizado um Museu onde estão expostos artefactos encontrados durante as escavações realizadas na área, como por exemplo, moedas. Conímbriga é uma das poucas cidades romanas antigas que ainda conserva as suas muralhas de planta triangular. Em 1913 foi realizada uma escavação na área onde foram encontrados testemunhos da Idade do Ferro. Esta cidade romana localizava-se no percurso entre Olissipo (Lisboa) e Bracara Augusta (Braga) e foi ocupada pelos romanos em 139 a.C.

 

 

Vista da parte principal das ruínas sem cobertura

 

Durante o reinado do Imperador César Augusto, a cidade sofreu grandes obras como a construção das termas públicas e do Fórum. A primeira escavação arqueológica foi realizada em 1899 com um subsídio concedido pela Rainha D. Amélia. Existiram vários pesquisadores na área, mas o que mais se destacou foi Virgílio Correia que, entre 1930 e 1944, escavou uma grande área onde veio a por a céu aberto extramuros, as termas públicas e três vivendas. Uma destas vivendas é a conhecida, Casa dos Repuxos, com uma área total de 569 m2, toda pavimentada com mosaicos e com um jardim central que no qual possuía um sistema de canalização com 500 repuxos. Este local está a ser muito aproveitado turisticamente e os visitantes têm a possibilidade de visitarem um museu e todas as ruínas.

Vista da parte principal das ruínas com cobertura

 

Antes da sua visita presencial, visite este local virtualmente (necessita instalar o QuickTime Player para puder visualizar) clicando neste link:

https://www.360portugal.com/Distritos.QTVR/Coimbra.VR/Conimbriga/