Lacóbriga

 

    Lacóbriga foi uma povoação antiga celta, posteriormente identificada como a actual cidade de Lagos. Pensa-se que a cidade tivesse sido fundada pelos Cónios, sensivelmente do ano de 1899 a.C. no Monte Molião, Nordoeste do centro da cidade de Lagos. Segundo os contos lendários, esta cidade foi fundada por Brigo, um rei lendário para os Celtas. Devido à sua proximidade com o Oceano Atlântico, esta cidade transformou-se num importante centro de exportação de peixe salgado. Porém, esta riqueza em peixe terá inspirado outros tipos de povos comerciais e acabou por esta área ser conquistada pelos Cartagineses, comandados por Amílcar Barca numa data que é desconhecida. No século IV a.C. esta povoação foi completamente destruída por um terramoto, voltando a ser reedificada, novamente, na zona onde está localizada a cidade de Lagos e foi mandada construir pelo capitão cartaginês, Boodes, no ano de 250 a.C. No ano de 76, Lacóbriga era cercada pelas tropas romanas no qual elas cortam o abastecimento de água potável, um bem muito importante na área pois não existia.

 

Parte das Ruínas de Lacóbriga

 

  O general Sertório termina o cerco enviando tropas e água, mas ela foi tomada pelos Romanos após a morte de Sertório, fazendo parte da região da Lusitânia. Após a conquista da cidade, os romanos investiram muito nesta área com a construção de uma ponte sobre o Rio Molião (actual Ribeira de Bensafrim), restauram as muralhas da antiga cidade e construiram distintas unidades industriais para a produção de garum, um condimento produzido através da mistura de sangue e vísceras (órgãos internos) dos peixes salgados, como o atum. Há posteriori, a cidade foi tomada pelos muçulmanos em 716, tendo mudado o nome para Halaq Al-Zawaia. Este local não tem qualquer aproveitamento turístico nem é possível realizar visitas guiadas.

 

Arqueólogos nas Ruínas