Parque Natural de Sintra-Cascais

 

 

O Parque Natural de Sintra - Cascais ocupa uma área de 23 280 hectares e foi criado a 15 de Outubro de 1981 (Decreto-Lei nº 292/81). Este engloba parte dos concelhos de Sintra e de Cascais, incluindo as vilas de Sintra e Colares, os cabos Raso e da Roca, a Boca do Inferno, a serra de Sintra e todo um conjunto de praias turísticas, desde a Foz do Falcão até ao Forte da Cidadela. Zona de grande valor natural e cultural, está sujeita a grandes pressões urbanísticas.

 

Parque Natural de Sintra - Cascais

 

 

Apesar de ser predominantemente constituída por falésias esta costa também tem dunas com sucessão orientada no sentido nor-noroeste-su-sudeste, como se pode observar a partir do Guincho. Às dunas móveis segue-se, para sul, uma formação de dunas consolidadas, com especial interesse, para a Duna Consolidada da Crismina, em Oitavos, considerada a maior da Europa. Em toda esta paisagem litoral a atenção também é atraída pela compartimentação dos terrenos feita por sebes vivas à base da cana ou caniço que protegem as culturas dos ventos fortes de norte e noroeste que assolam a região durante boa parte do ano.

 

 

Guincho

 

 

No que diz respeito a flora, o coberto vegetal de toda a faixa litoral reflecte as condições que ai se fazem sentir. Na boca do inferno predomina uma flora liquénica, no Guincho surge então um coberto arbóreo constituído fundamentalmente por pinheiro-de-alepo e eucalipto, nos terrenos mais próximos de cascais, e pinheiro bravo e manso e zimbro na zona do Cabo Raso e na Quinta da Marinha.

A vegetação da serra e constituída fundamentalmente por árvores de grande porte e liames, dando a este habitat um aspecto de floresta tropical, apesar de a mata de Sintra ser mesmo uma floresta mista, contendo muitas espécies exóticas. É de salientar o parque de Monserrate que possui a maior concentração de espécies vegetais introduzidas, nomeadamente os abetos do género Thuja.

 

 

 Parque de Monserrate

 

Hoje em dia, a omnipresença do homem fez desaparecer animais de certa corpulência como o caso do veado ou do javali. Como em várias zonas dos pais podemos observar em Sintra raposas, ginetas, toupeiras, doninhas, musaranhos e coelhos bravos. Como aves existem a águia-de-asa-redonda, e passeriformes, como o gaio.

A área do Parque Natural de Sintra-Cascais assenta num território de antiquíssima humanização e um pouco por toda a parte surgem vestígios arqueológicos pertencentes ao Paleolítico. De construção mais recente podemos observar o castelo dos Mouros e o Palácio da Pena.

 

 

 Palácio da Pena

 

No link abaixo irá ter acesso a página(s) com informações sobre percursos pedestres realizáveis neste Parque Natural:

portal.icnb.pt/ICNPortal/vPT2007-AP-SintraCascais/Visitar+Area+Protegida/Sugestoes+Visita/Percursos+pedestres/

Contactos

 

Parque Natural Sintra - Cascais

 

Sede
Rua Fernando Formigal de Morais,1
2710 - 564 SINTRA
Tel. : (351) 21 924 72 00
Fax: (351) 21 924 72 27
Email: pnsc@icnb.pt
Horário
9.30h - 12.30h e 14.30h - 17.30h
 

Alojamento

 

Parque de Campismo do Guincho **

Morada: E. N. 247 - Lugar da Areia - Guincho
2750-053 Cascais

Tel: +351 21 487 04 50

Fax: +351 21 487 21 67

Email: infoguincho@orbitur.pt

Website https://www.orbitur.pt

 

Pousada D. Maria I - CH
Largo do Palácio Nacional de Queluz
2745-191 Queluz
Tel.: 21 435 61 58
Fax: 21 435 61 89
Email: recepção.dmaria@pousadas.pt
www.pousadas.pt
Quartos: 26

 

Estalagem Solar dos Mouros ****

Calçada de São Pedro, 64 - São Pedro de Penaferrim

2710-508 Sintra

Tel.: 21 923 32 16

Email: reservas@solardosmourosestalagem.com

www.solardosmourosestalagem.com

Quartos : 8

 

 

Casa Miradouro - TH

Rua Sotto Mayor, 55

2710-628 Sintra

Tel.: 21 910 71 00

Fax: 21 924 18 36

Email: mail@casa-miradouro.com

www.casa-miradouro.com

Quartos: 6