Ria Formosa

 

O parque natural da ria formosa ocupa uma área de 18 776 hectares e foi criado a 2 de Maio de 1978 (decreto-lei nº 45/78). É uma predominantemente uma zona húmida, constituída por lagoas, sapais e cordões arenosos. De Faro, Olhão ou Tavira vai-se até ao mar de barco, atendendo a que apenas a ilha Faro dispõe de um acesso artificial. Atravessada a ria, encontra-se uma barreira de ilhas estreitas e arenosas.

 

Mapa do Parque Natural da Ria Formosa

 

 

 A ria Formosa está em permanente transformação. Esta transformação é evidente em toda a planície costeira que bordeja a ria, área densamente povoada, lugar dos mais importantes centros populacionais - Faro, Olhão, Tavira e Fuzeta - e do essencial do turismo no que ele comporta, quer como pontos de atracção, quer como área construída.

No Parque Natural da Ria Formosa distinguem-se três zonas: a zona marítima (mar), a zona do cordão dunar e a zona de sapal (rio).

 

 

 

Paisagem do Parque Natural da Ria Formosa

 

Em relação a flora o parque tem vegetação halófita (vegetação que tolera elevados teores salinos, escassez de oxigénio dos solos e longos períodos de emersão), e vegetação dunar, como a arméria, o malmequer-das-praias, o narciso-das-areias.

 

 

Malmequer das Praias

 

 

No que diz respeito a fauna pode-se ver que em compensação da pobre flora, existe uma fauna riquíssima. Há uma grande abundância de zooplâncton, de grande importância na cadeia alimentar dos peixes que lá habitam. A ria formosa é assim uma zona de abrigo, alimentação, reprodução e permanência de numerosas espécies de animais.

odemos destacar dos vários grupos algumas espécies, dos peixes a dourada, o robalo, o sargo, dos crustáceos, o camarão-de-monte-gordo, o carenguejo-morraceiros, dos cefalópodes, o polvo, o choco, dos anfíbios, rã-comum, rela e sapo, dos repeteis, cágado-vulgar e cágado-de-carapaça-estriada, das aves, borrelho-grande-de-coleira, galinha-de-água, garça-boieira.

 

 

Cágado de carapaça estriada

 

        Directamente dependente da ria está a extracção de inertes, sobretudo areias que, se por um lado é resultante das drenagens necessárias à manutenção das barras e canais, por outro é uma exigência motivada pelo enorme surto de construção civil existente em toda a área.

 

 

Antiga draga (equipamento de sucção de areias)

 

 

No link abaixo irá ter acesso a página(s) com informações sobre percursos pedestres realizáveis neste Parque Natural:

portal.icnb.pt/ICNPortal/vPT2007-AP-RiaFormosa/Visitar+Area+Protegida/Sugestoes+Visita/Percursos+pedestres/

Contactos

 

Parque Natural da Ria Formosa

 

Sede
Centro de Educação Ambiental de Marim - Quelfes
8700 OLHÃO

Tel.: (351) 289 700 210
Fax: (351) 289 700 219
e-mail: pnrf@icnb.pt
 

 

Alojamento

 

O alojamento na área do Parque está de momento indisponivel, mas as áreas circundantes ao mesmo dispoêm de uma rica gama de alojamentos.